As dez cidades do mundo mais preparadas para o futuro

Ranking considera investimentos em tecnologia para gerar desenvolvimento econômico, sustentabilidade e melhor qualidade de vida
cidades preparadas para o futuro, ideias, socioeconomia

Ao todo, foram analisadas 500 cidades e cada uma foi pontuada em 18 categorias / Foto: Wikicommons

Da Redação

Copenhague, capital da Dinamarca, foi eleita a cidade do mundo mais bem preparada para encarar o futuro. O resultado é fruto do estudo “2017 Smart Cities Index” (em português, Índice de Cidades Inteligentes), elaborado pelo grupo especializado em planejamento urbano Easypark. A cidade-Estado de Cingapura e Estocolmo, na Suécia, ficaram na segunda e na terceira posição, respectivamente.

A pesquisa trabalha com o conceito de “cidades inteligentes”, ou seja, aquelas que investem em tecnologia para gerar desenvolvimento econômico, sustentabilidade ambiental e melhoria da qualidade de vida. São considerados critérios como o uso de smartphones por parte dos habitantes, a velocidade da internet, a eficiência do transporte público, a eliminação de resíduos, o trabalho com energia renovável, os índices de educação, a participação política, dentre outros.

LEIA TAMBÉM: Sete passos para tornar a cidade sustentável

Ao todo, foram analisadas 500 cidades e cada uma foi pontuada em 18 categorias. Duas cidades brasileiras aparecem entre as 100 primeiras: São Paulo, em 80º lugar, e Rio de Janeiro, em 86º lugar.

O top 10 representa as cidades que estão mais empenhadas em se tornarem seguras, saudáveis e eficientes para os próximos anos. Veja abaixo o ranking, com comentários divulgados pelo Fórum Econômico Mundial:

1. Copenhague, Dinamarca – A cidade apresenta um ecossistema saudável de empresas startups voltadas para a tecnologia, um grande número de pontos de acesso a internet wi-fi e uma quantidade baixa de congestionamento de trânsito. Além disso, investe em energia limpa, com o objetivo de eliminar 100% o carbono até 2025.

 

2. Cingapura, República de Cingapura – A cidade-Estado possui uma das redes de transporte público mais econômicas do mundo, de acordo com um estudo de 2014 da Siemens.

 

3. Estocolmo, Suécia – Grande parte dos ônibus e trens da cidade são movidos com combustíveis limpos. As fontes de energia renováveis representam 52% da produção de energia sueca.

 

4. Zurique, Suíça – O plano urbano da metrópole inclui uma alta porcentagem de espaço verde.

 

 

5. Boston, Estados Unidos – A capital do estado de Massachussets concentra várias universidade em sua área metropolitana, incluindo o Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) e Harvard.

 

6. Tóquio, Japão – O sistema ferroviário da capital japonesa lida com mais de 100 linhas de trem e 14 bilhões de passageiros por ano.

 

7. São Francisco, Estados Unidos – A cidade californiana agrega um elevado número de empresas startups dedicadas à tecnologia.

 

8. Amsterdã, Holanda – A comunidade de startups é forte na cidade, com programas bem sucedidos, como o StartupDelta e o StartupAmsterdam.

 

9. Genebra, Suíça – A cidade priorizou infraestruturas eficientes em termos de energia nos seus prédios e transportes públicos. Até 2020, planeja reduzir suas emissões de dióxido de carbono em 21% abaixo dos níveis de 2005.

 

10. Melbourne, Austrália – Na pesquisa, a metrópole australiana recebeu pontuação máxima em sua conectividade 4G. Em todo o país, a Austrália possui uma velocidade de download por internet móvel de 47,49 mbps (megabits/segundo), com base em milhões de testes feitos em outubro de 2017.

Comentários