As 10 cidades mais e menos violentas do Brasil

Clima de insegurança. Em 2015, quase 60 mil pessoas foram assassinadas no país / Foto: Wikicommons

Da Redação

A cidade de Altamira, no Pará, é o município mais violento do país. Essa é a conclusão do estudo formulado pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública com dados de 2015. De acordo com o ranking, em Altamira, a taxa de homicídio ficou em 107, o que quer dizer que a cada 100 mil habitantes, morrem 107 pessoas. Na segunda posição aparece Lauro de Freitas, na Bahia, com incidência de 97,7 homicídios; seguida por Nossa Senhora do Socorro, em Sergipe, e São José do Ribamar, no Maranhão. Na outra ponta do estudo, duas cidades catarinenses aparecem como os municípios onde há menos homicídios no país: Jaraguá do Sul (3,7 para cada 100 mil habitantes); Brusque (4,1 para cada 100 mil). Em 2015, 59.080 morreram vítimas de homicídios no Brasil — o que equivale a 28,9 mortes a cada 100 mil habitantes.

 

O acesso ao estudo completo pode ser acessado no link: http://www.ipea.gov.br/atlasviolencia 

Confira abaixo a lista das 10 cidades mais e menos violentas do Brasil.

AS 10 CIDADES MAIS E MENOS VIOLENTAS DO BRASIL
MAIS VIOLENTASMENOS VIOLENTAS
MUNICÍPIOUFTAXAMUNICÍPIOUFTAXA
1. AltamiraPA107 por 100 mil hab.1. Jaraguá do SulSC3,7 por 100 mil hab.
2. Lauro de FreitasBA97,7 por 100 mil hab.2. BrusqueSC4,1 por 100 mil hab.
3. Nossa Senhora do SocorroSE96,4 por 100 mil hab.3. AmericanaSP4,8 por 100 mil hab.
4. Săo José de RibamarMA96,4 por 100 mil hab.4. JaúSP6,3 por 100 mil hab.
5. Simões FilhoBA92,3 por 100 mil hab.5. AraxáMG6,8 por 100 mil hab.
6. MaracanaúCE89,4 por 100 mil hab.6. BotucatuSP7,2 por 100 mil hab.
7. Teixeira de FreitasBA88,1 por 100 mil hab.7. Bragança PaulistaSP7,5 por 100 mil hab.
8. PiraquaraPR87,1 por 100 mil hab.8. JundiaíSP7,7 por 100 mil hab.
9. Porto SeguroBA86 por 100 mil hab.9.Conselheiro LafaieteMG8 por 100 mil hab.
10. Cabo de Santo AgostinhoPE85,3 por 100 mil hab.10. TeresópolisRJ8,1 por 100 mil hab.

Comentários