Os 10 melhores e piores países para ser criança

Noruega e Eslovênia são os melhores lugares; Níger, na África, é considerado o pior

Países europeus foram avaliados como os melhores lugares onde uma criança nascer / Foto: Custodio Coimbra

Da Redação

A infância termina cedo demais para pelo menos 700 milhões de crianças ao redor do planeta. Essa é a conclusão do relatório anual Stolen Childhoods (Infância Roubada, em português), da ONG “Save the Children“, que analisou as condições de vida de indivíduos entre 0 e 19 anos em 172 países. Desnutrição, violência física e trabalho forçado são alguns dos males, segundo o estudo, que provocam a interrupção da infância. De acordo com o relatório, Noruega, Eslovênia e Finlândia lideram os países onde existem as condições mais favoráveis para uma criança crescer. Esses países alcançaram ótimas notas em áreas como educação e saúde. Na outra ponta, o Níger, no continente africano, é apontado como o pior país para uma criança nascer e viver até a idade adulta. O Brasil, infelizmente, ocupa a metade do ranking, listado na 89ª posição. O estudo completo está disponível no link: http://migre.me/wLTAa.

Veja abaixo os 10 melhores e piores países para ser criança:

Os melhores e os piores países para ser criança
OS MELHORESOS PIORES
1. Noruega e Eslovênia1. Níger
2. Finlândia2. Angola
3. Holanda e Suécia3. Mali
4. Portugal4. República Centro-Africana
5. Irlanda5. Somália
6. Islândia e Itália6. Chade
7. Alemanha, Bélgica e Coréia do Sul7. Sudäo do Sul
8. França e Espanha8. Burkina Faso
9. Japäo9. Serra Leoa
10. Suiça10. Guiné

 

Comentários