O território de entorno da Baía de Guanabara

Possibilidades e limitações da atuação de uma instância de governança da Baía

baia de guanabara, rio de janeiro, governança

socioeconomia

Esta publicação é a consolidação de uma pesquisa desenvolvida pelo INSTITUTO DIALOG ao longo do segundo semestre de 2015 e do ano de 2016. Seus resultados foram compilados em 2017 dando origem ao presente documento.

A pesquisa objetivou contribuir tecnicamente com insumos para a criação de uma instância de governança dedicada à Baia de Guanabara, no Estado do Rio de Janeiro. Especificamente, foi dado recorte ao tema da ocupação da região de entorno da Baia, partindo hipótese de que A gestão da Baía de Guanabara tem relação direta com o ordenamento territorial dos municípios de seu entorno.

Nesse sentido, além do levantamento de informações pertinentes do próprio contexto fluminense e de outros casos de interesse, a pesquisa foi estruturada para acolher contribuições de especialistas no tema, visando explorar hipoteticamente as oportunidades e obstáculos de uma possível atuação da Instância de Governança da Baia de Guanabara no âmbito do ordenamento territorial dos municípios de seu entorno.

Valendo-se de uma metodologia adaptada do Método Delphi, foram aplicados questionários com perguntas objetivas e de livre resposta à treze “entrevistados” em duas rodadas sucessivas, permitindo mapear e aprofundar o entendimento de consensos e dissensos acerca do tema em questão.

Como resultado, foi constituído um rico material com informações e formulações tendo a Baia de Guanabara como elemento central. A partir disso, ficam estabelecidas as bases e parâmetros suficientes para uma ou mais proposições razoáveis quanto à composição, competência e formas de atuação de uma futura Instância de Governança da Baia de Guanabara junto ao tema do ordenamento territorial de seu entorno.

Esperamos que faça uma boa leitura!

Comentários