Planejamento urbano com Minecraft: do videogame à realidade

Com workshops de Minecraft, programa da ONU-Habitat busca ouvir de moradores de baixa renda em vários países como seriam suas cidades ideais

Jogo permite a criação de objetos, cenários e até cidades no mundo virtual / Foto: divulgação

Da Redação

Pensar o planejamento urbano através de um jogo eletrônico: desde 2012, esta é a estratégia do programa Block By Block, da ONU-Habitat, em parceria com a Microsoft, e a empresa Mojang, desenvolvedora do Minecraft.

Para os não iniciados, Minecraft é um game que permite a criação de objetos, cenários e até cidades no mundo virtual. Nos últimos anos, o jogo virou um sucesso mundial, tornando-se o quarto mais vendido da história na versão para computadores.

No rastro dessa popularidade, o programa Block by Block foi elaborado pensando que o jogo é uma ótima ferramenta para engajar pessoas – principalmente jovens, mulheres e moradores de favelas – no planejamento de espaços públicos sustentáveis, acessíveis, inclusivos e seguros.

Além de computador, o Minecraft foi desenvolvido na versão celular e videogame, permitindo que se crie blocos pixelados em 3D e demais recursos adquiridos, concebendo assim casas e paisagens.

O Block By Block também permite que habitantes de países em desenvolvimento visualizem, através de workshops de Minecraft, suas concepções de cidade ideal. É possível arquitetar digitalmente ruas, pavimentos, residências, parques e jardins.

O objetivo é levantar fundos e apresentar aos governantes tais percepções virtuais de bem-estar elaboradas por moradores, para uma iniciativa real de melhoria da infraestrutura. Cidades de países como Líbano, Haiti, Índia, Nigéria, Quênia, Peru e México já receberam o projeto.

A ONU-Habitat defende que os espaços públicos sejam ingredientes vitais de cidades bem-sucedidas e ajudam a construir um senso de comunidade e expressão cultural. No entanto, costumam ser ignorados nos esquemas urbanísticos de países em desenvolvimento.

Foi pensando nisso que a organização lançou em 2012 o Programa Global de Espaço Público, ponto de partida do Block by Block, com foco na elaboração de lugares atraentes para viver, levando em consideração as pessoas de baixa renda. Através da associação com empresas de tecnologia, a iniciativa se transformou numa das principais ferramentas de educação urbana.

Visite o site (em inglês) para saber mais sobre os projetos em cada continente: https://blockbyblock.org/projects/

Comentários